segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Ecos da Peregrinação Jubilar Paulina a Fátima 25 de Janeiro de 2009



Ecos da Peregrinação Jubilar Paulina a Fátima 25 de Janeiro de 2009

Perante dezenas de milhares de cristãos católicos portugueses com os seus bispos e párocos D. Antoine Audo da Síria falou com coragem, ousadia , sujeito à perseguição e ao martírio por parte dos fundamentalistas islâmicos..

Há tendências fundamentalistas islâmicas que fazem tudo por tudo directa ou indirectamente para fazer os cristãos partir do Médio Oriente.

( D. Antoine Audo no Santuário de Fátima)

“ Na Europa, o secularismo

e os cristãos que se excluem

( que se põem de fora da Igreja)

Inquietam o mundo cristão!

e reforçam os muçulmanos!

Dizem os mesmos:

“Já não há Fé!

“Já não há família!

“Já não há moralidade!”

“Pacificamente vamos pregar-lhes o Alcorão

E vamos convertê-los a todos ao islamismo!”

No Iraque o Cristianismo está condenado,

No Líbano também!

Na Síria sente-se o crescimento do fanatismo!

Paulo caiu do cavalo ( perdeu o cavalo),

ficou cego… converteu-se!

O islão só se converterá quando cair abaixo

do cavalo ( da guerra santa e o perder)

e perder a vista do petróleo em proveito

das energias alternativas

e não poluentes!

Então sim as coisas vão mudar!

Durante séculos o mundo estava desunido … e as hordas muçulmanas, razias e pirataria faziam lei!

Os tempos mudaram a partir da 1ª Guerra Mundial!

Até quando e como?

domingo, 25 de janeiro de 2009

Peregrinação Ano Jubilar Paulino-Bimilenar

ORAÇÃO PARA O ANO PAULINO

Senhor Jesus Cristo, imagem de Deus invisível, que na plenitude dos tempos nascestes de uma mulher, iluminai os olhos do nosso coração, para celebrarmos com disponibilidade e entusiasmo este ano de graça e misericórdia, dedicado ao Apóstolo São Paulo, doutor das nações na fé e na verdade.

Vós quereis que todos se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade.

Renovai, na vossa Igreja, o ardor missionário para que todos os povos Vos reconheçam como único mediador entre o homem e Deus.

Dai vigor ao movimento ecuménico para que não haja divisões entre os vossos discípulos.

Que todos tenham os vossos sentimentos e sejam um só.

Senhor Jesus Cristo, Cabeça da Igreja, acendei em nós o amor à Sagrada Escritura para que acolhamos a vossa Palavra com a alegria do Espírito Santo, não como palavra humana mas como é, na verdade, Palavra de Deus.

Fazei que as famílias sejam verdadeiros santuários do amor e da vida e que todos nós, fiéis às promessas do Baptismo, vivamos com responsabilidade e alegria a nossa fé e não tenhamos medo de anunciar o Evangelho, que é força de Deus para a salvação de todos.

A Vós, Rei dos séculos, Deus único e imortal, no amor do Pai e na comunhão do Espírito Santo, honra e glória pelos séculos

dos séculos. Ámen.

sábado, 24 de janeiro de 2009

Ribeira de Febros



Rio Febros à lupa
Três entidades assinaram em 20 de Novembro um protocolo com vista à monotorizaçãc do rio Febres, afluente do rio Douro, na sequência do acidente rodoviário do último Verão que derramou ácido nas suas águas e aniquilou a fauna aquática por alguns dias.
Estando o troço do rio dentro da área do Parque Biológico de Gaia, e sendo a seguradora do sinistro a companhia Tranquilidade, cabe ao departamento de Zoologia da Universidade do Porto o acompanhamento da recuperação deste curso de água: «Do ponto de vista físico-químico, o rio está recuperado. Do ponto de vista da fauna aquática, enfim, demora mais tempo», afirmou Nuno Gomes Oliveira, Director do Parque. «A nossa atitude é de não apenas assumir as responsabilidades pelo sinistro como também de ser parte deste estudo», disse Miguel Clemente e explicou:” Do ponto de vista da imagem e de posicionamento no mercado, queremos ter aqui contrapartidas de diferenciação na forma de estar». Guilherme Aguiar, pela Câmara Municipal de ‘Vila Nova de Gaia, sublinhou: «Este rio é uma imagem de marca da política ambientai que o presidente implementou, numa área de intervenção que ele considera prioritária. Se dependesse de nós, também o rio Douto seria completamente azul e despoluído. Da parte de Gaia, fazemos o nosso trabalho», considerou.
Com a verba de 50 mil euros, indemnização atribuída pela seguradora, durante um ano suceder-se-ão os mais diversos estudos. Alexandre Valente, professor universitário que realiza estudos periódicos desde a década de 80 neste rio, é o responsável científico:
«Efectuaremos amostragens trimestrais da comunidade piscícola e mensais da comunidade de macroinvertebrados, no sentido de apreciar a forma como estão a recuperar».
Adiantou: «Tem de se verificar a quantidade de peixes que está no rio e em que zonas é que eles estão, para verse eles regressam aos sítios em que existiam, antes do acidente». No final deste processo haverá a divulgação do estudo.

Do JN de 24 de Janeiro de 2008
Parques e Vida Selvagem

http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?headline=98&visual=25&article=360664&tema=27

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Festa da Conversão de São Paulo



3º DOMINGO DO TEMPO COMUM
25 de Janeiro de 2009

A liturgia do 3º Domingo do Tempo Comum propõe-nos a continuação da reflexão iniciada no passado domingo.
Recorda, uma vez mais, que Deus ama cada homem e cada mulher e chama-o à vida plena e verdadeira.
A resposta do homem ao chamamento de Deus passa por um caminho de conversão pessoal e de identificação com Jesus.

A primeira leitura diz-nos – através da história do envio do profeta Jonas a pregar a conversão aos habitantes de Nínive – que Deus ama todos os homens e a todos chama à salvação. A disponibilidade dos ninivitas em escutar os apelos de Deus e em percorrer um caminho imediato de conversão constitui um modelo de resposta adequada ao chamamento de Deus.

No Evangelho aparece o convite que Jesus faz a todos os homens para se tornarem seus discípulos e para integrarem a sua comunidade. Marcos avisa, contudo, que a entrada para a comunidade do Reino pressupõe um caminho de “conversão” e de adesão a Jesus e ao Evangelho.

A segunda leitura convida o cristão a ter consciência de que “o tempo é breve” – isto é, que as realidades e valores deste mundo são passageiros e não devem ser absolutizados. Deus convida cada cristão, em marcha pela história, a viver de olhos postos no mundo futuro – quer dizer, a dar prioridade aos valores eternos, a converter-se aos valores do “Reino”.


LEITURA I – Jonas 3,1-5.10

Leitura da Profecia de Jonas

A palavra do Senhor foi dirigida a Jonas nos seguintes termos:
«Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive
e apregoa nela a mensagem que Eu te direi».
Jonas levantou-se e foi a Nínive,
conforme a palavra do Senhor.
Nínive era uma grande cidade aos olhos de Deus;
levava três dias a atravessar.
Jonas entrou na cidade, caminhou durante um dia
e começou a pregar nestes termos:
«Daqui a quarenta dias, Nínive será destruída».
Os habitantes de Nínive acreditaram em Deus,
proclamaram um jejum
e revestiram-se de saco, desde o maior ao mais pequeno.
Quando Deus viu as suas obras
e como se convertiam do seu mau caminho,
desistiu do castigo com que os ameaçara
e não o executou.


SALMO RESPONSORIAL – Salmo 24 (25)

Refrão: Ensinai-me, Senhor, os vossos caminhos.

Mostrai-me, Senhor, os vossos caminhos,
ensinai-me as vossas veredas.
Guiai-me na vossa verdade e ensinai-me,
porque Vós sois Deus, meu Salvador.

Lembrai-Vos, Senhor, das vossas misericórdias
e das vossas graças, que são eternas.
Lembrai-Vos de mim segundo a vossa clemência,
por causa da vossa bondade, Senhor.

O Senhor é bom e recto,
ensina o caminho aos pecadores.
Orienta os humildes na justiça
e dá-lhes a conhecer os seus caminhos.


LEITURA II – 1 Coríntios 7,29-31

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios

O que tenho a dizer-vos, irmãos,
é que o tempo é breve.
Doravante,
os que têm esposas procedam como se as não tivessem;
os que choram, como se não chorassem;
os que andam alegres, como se não andassem;
os que compram, como se não possuíssem;
os que utilizam este mundo, como se realmente não o utilizassem.
De facto, o cenário deste mundo é passageiro.


ALELUIA – Mc 1,15

Aleluia. Aleluia.

Está próximo o reino de Deus;
arrependei-vos e acreditai no Evangelho.


EVANGELHO – Mc 1,14-20

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos

Depois de João ter sido preso,
Jesus partiu para a Galileia
e começou a proclamar o Evangelho de Deus, dizendo:
«Cumpriu-se o tempo e está próximo o reino de Deus.
Arrependei-vos e acreditai no Evangelho».
Caminhando junto ao mar da Galileia,
viu Simão e seu irmão André,
que lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores.
Disse-lhes Jesus:
«Vinde comigo e farei de vós pescadores de homens».
Eles deixaram logo as redes e seguiram-n’O.
Um pouco mais adiante,
viu Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João,
que estavam no barco a consertar as redes;
e chamou-os.
Eles deixaram logo seu pai Zebedeu no barco com os assalariados
e seguiram Jesus.

_______________________________________________

FESTA DA CONVERSÃO DE SÃO PAULO
25 de Janeiro de 2009


Tema da Festa da Conversão de São Paulo

Neste Ano Paulino, ao celebrarmos o bimilenário do nascimento de Paulo de Tarso, somos convidados a redescobrir o apóstolo das gentes.
A Festa da Conversão de São Paulo pode ser um momento privilegiado para nos encontrarmos com a sua pessoa, o seu testemunho, a sua teologia e para nos deixarmos guiar por ele nos caminhos do encontro com Cristo e do anúncio do Evangelho.

Na primeira leitura, o próprio Paulo descreve aos judeus reunidos junto da Torre Antónia, em Jerusalém, a sua experiência de encontro com Cristo, vivo e ressuscitado, na estrada para Damasco. Foi esse encontro que o levou a reequacionar a sua existência e a escolher Cristo, sem condições.

Na segunda leitura, Paulo convida os cristãos de Corinto a não absolutizar as realidades terrenas e a apostar tudo nas realidades eternas. O mais importante, para o cristão, deve ser o seguimento de Cristo e a adesão ao Reino. Foi exactamente isso que o próprio Paulo fez.

No Evangelho, é Cristo que, despedindo-se dos seus discípulos, antes de reentrar na glória do Pai, os envia ao mundo inteiro, a proclamar o Evangelho “a toda a criatura”. Quem descobre Cristo e a sua proposta de salvação, não pode guardar para si esse tesouro, mas tem de testemunhá-lo diante dos outros irmãos e irmãs. Paulo de Tarso percebeu esta exigência e levou-a tão a sério, que foi chamado “o apóstolo das gentes”.


LEITURA I – Act 22, 3-16

Leitura dos Actos dos Apóstolos

Naqueles dias, Paulo disse ao povo:
«Eu sou judeu e nasci em Tarso da Cilícia.
Fui, porém, educado nesta cidade de Jerusalém
e recebi na escola de Gamaliel
uma formação estritamente fiel à Lei dos nossos pais.
Era tão zeloso no serviço de Deus,
como vós todos sois hoje.
Persegui até á morte esta nova religião,
algemando e metendo na prisão homens e mulheres,
Como podem testemunhar o Sumo Sacerdote e todo o Senado.
Recebi até, da parte deles,
cartas para os irmãos de Damasco
e para lá me dirigi,
com a missão de trazer algemados os que lá estivessem,
a fim de serem castigados em Jerusalém.
Sucedeu, porém, que, no caminho,
ao aproximar-me de Damasco, por volta do meio-dia,
de repente brilhou ao redor de mim
uma intensa luz vinda do Céu.
Caí por terra e ouvi uma voz que me dizia:
‘Saulo, Saulo, porque Me persegues?’
Eu perguntei: ‘Quem és Tu, Senhor?’.
E Ele respondeu-me:
‘Eu sou Jesus Nazareno, a quem tu persegues’.
Os meus companheiros viram a luz,
mas não ouviram a voz que me falava.
Então perguntei: ‘Que hei-de fazer, Senhor?’.
E o Senhor disse-me:
‘Levanta-te e vai a Damasco;
lá te dirão tudo o que deves fazer’.
Como eu deixei de ver, por causa do esplendor daquela luz,
cheguei a Damasco guiado pelas mãos dos meus companheiros.
Entretanto, veio procurar-me um certo Ananias,
homem piedoso segundo a Lei
e de boa fama entre os judeus que ali viviam.
Ele veio ao meu encontro
e, ao chegar junto de mim, disse-me:
‘Saulo, meu irmão, recupera a vista’.
E, no mesmo instante, pude vê-lo.
Ele acrescentou:
‘O Deus dos nossos pais destinou-te
para conheceres a sua vontade,
para veres o Justo e ouvires a voz da sua boca.
Tu serás sua testemunha diante de todos os homens,
acerca do que viste e ouviste.
Agora, porque esperas?
Levanta-te, recebe o baptismo
e purifica-te dos teus pecados, invocando o seu nome’».



SALMO RESPONSORIAL – Salmo 116 (117),1.2

Refrão 1: Ide por todo o mundo e anunciai o Evangelho.

Refrão 2: Aleluia.

Louvai o Senhor, todas as nações,
aclamai-O, todos os povos.

É firme a sua misericórdia para connosco,
a fidelidade do Senhor permanece para sempre.


LEITURA II – 1 Cor 7,29-31

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios

O que tenho a dizer-vos, irmãos,
é que o tempo é breve.
Doravante,
os que têm esposas procedam como se as não tivessem;
os que choram, como se não chorassem;
os que andam alegres, como se não andassem;
os que compram, como se não possuíssem;
os que utilizam este mundo, como se realmente não o utilizassem.
De facto, o cenário deste mundo é passageiro.


ALELUIA – cf. Jo 15,16

Aleluia. Aleluia.

Eu vos escolhi do mundo, para que vades e deis fruto
e o vosso fruto permaneça, diz o Senhor.


EVANGELHO – Mc 16,15-18

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos

Naquele tempo,
Jesus apareceu aos Onze e disse-lhes:
«Ide por todo o mundo
e pregai o Evangelho a toda a criatura.
Quem acreditar e for baptizado será salvo;
mas quem não acreditar será condenado.
Eis os milagres que acompanharão os que acreditarem:
expulsarão os demónios em meu nome;
falarão novas línguas;
se pegarem em serpentes ou beberem veneno,
não sofrerão nenhum mal;
e quando impuserem as mãos sobre os doentes,
eles ficarão curados».

_________________________________________________________


Fátima: Celebração Nacional do Ano Paulino já tem programa

“Para mim viver é Cristo” (Fl 1,21)

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) prepara uma celebração de âmbito nacional, a realizar no Santuário de Fátima, no dia 25 de Janeiro de 2009.
Integrada nas celebrações do Ano Paulino, esta proposta/convite lançada aos portugueses pela CEP será, no dia litúrgico da Festa da Conversão de São Paulo, centrada num aspecto englobante da doutrina do apóstolo Paulo e terá como lema “Para mim viver é Cristo”.
Para além de outras actividades na vigília, e durante a tarde do dia 25, a celebração terá como momento alto a Eucaristia, às 11h00 do dia 25, no Recinto de Oração, presidida por D. Antoine Audo, bispo sírio, com a presença dos bispos de Portugal.
“O ofertório desta celebração será destinado para ajuda da Igreja na Síria e quer manifestar a nossa consonância com a colecta Paulina, fenómeno único no cristianismo antigo e sinal de comunhão entre as Igrejas”, informaram os bispos portugueses em Comunicado, no final da Assembleia realizada em Fátima em Novembro passado.
O programa da celebração nacional está definido, e é o seguinte:
Sábado, 24 de Janeiro de 2009
21:00 – Rosário na Capelinha das Aparições, e Procissão de velas
22:30 – Vigília Paulina
Domingo, 25 de Janeiro de 2009
10:00 - Rosário na Capelinha das Aparições
11:00 – Missa no Recinto do Santuário, presidida por D. Antoine Audo, Bispo da Síria
14:30 – Festa Paulina, na Igreja da Santíssima Trindade.
Evocação de São Paulo (audiovisual).
Participação da Schola Cantorum Pastorinhos de Fátima. Coro da Sé do Porto
A CEP exorta as dioceses, paróquias, movimentos e outros grupos e comunidades cristãs de Portugal a que dinamizem o Povo de Deus para participar nesta evocação do bimilenário do nascimento de S. Paulo, a nível nacional.
Recorde-se que Papa Bento XVI proclamou um “Ano Paulino”, para celebrar os 2000 anos do nascimento de São Paulo, com início na Solenidade dos Apóstolos Pedro e Paulo, a 29 de Junho de 2008, e a terminar um ano depois.
Em declarações aos jornalistas em conferência de imprensa, no dia 12 de Outubro de 2008, D. António Marto, Bispo de Leiria-Fátima e Vice-presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, definiu esta vivência do Ano Paulino em Portugal como um "convite à revitalização de toda a Igreja, tendo como guia este gigante da fé, que é São Paulo".
LeopolDina Simões, Sala de Imprensa do Santuário de Fátima

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Ainda a correcção fraterna!

Ainda a correcção fraterna!

Dos trâmites da Correcção Fraterna!
Da correcção fraterna e do perdão Na justiça (injustiça) moderna = a vingação ou vingança!!!
Do Evangelho de S. Mateus 18, 15-19
DO PERDÂO E CORRECÇÃO
1º - Se o teu irmão te tiver ofendido, vai e repreendo-o a sós
Se te ouvir terás ganho o teu irmão.
2º- Se não te escutar
Toma contigo uma ou duas pessoas
Afim de que toda a questão se resolva pela decisão de duas ou três pessoas!
3º- Se recusar ouvi-las, di-lo à Igreja.
Se recusar ouvir também a Igreja seja para ti como um pagão ou gentio…
………………………………………………………………….
4º - Seja entregue à justiça do tribunal….
E depois lá se vê!!!
Também depende dos tribunais!!!
Justiça moderna = antiga = lei de talião:
“Olho por olho, dente por dente”
Assim está-se na lei da Selva, ainda não se é homem, pessoa. Cristão!

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Fogaceiras: Tradição secular


Fogaceiras: Tradição secular
A partir deste fim-de-semana, a Festa das Fogaceiras anima as ruas de Santa Maria da Feira. Programa inclui a habitual procissão, exposições, música, teatro e muitas provas do doce anfitrião
Ontem
SARA OLIVEIRA
Em 2005, a Festa das Fogaceiras comemorou 500 anos, demonstrando o valor da tradição em Terras de Santa Maria. Com maior impacto na sede do concelho, S.Maria da Feira, as festividades estendem-se um pouco pelas trinta e duas freguesias que dele fazem parte.
Algumas escolas levaram os alunos a ver o fabrico da fogaça, além de lhes ter sido contada a história da data. Afinal, os mais pequenos devem perceber porque é feriado na região, e por isso, não têm escola na terça-feira, dia 20.
As crianças dos jardins-de-infância e das escolas do 1º Ciclo foram responsáveis pela dinamização da exposição "Reinventar o Traje das Fogaceiras", patente a a partir de hoje na Praça Gaspar Moreira, junto à Câmara Municipal da Feira. Em exposição estão 35 vestidos, decorados com os mais diversos materiais reciclados como, por exemplo, botões, garrafas de plástico, conchas, rede, lã ou milho. Com muita imaginação, os mais pequenos presentam trajes inovadores, muito diferentes dos tradicionais, usados pelas meninas fogaceiras na procissão que se realizará na próxima terça, a partir das 15.30h. Segundo a tradição, as meninas desfilam vestidas e calçadas de branco, com faixas coloridas à cinta. Na cabeça levam as fogaças do voto, coroadas de papel de prata de diferentes cores, recortado com perfis do Castelo.


No Isvouga- Instituto Superior Entre Douro e Vouga, na Rua António de Castro Corte Real, na Feira, é possível, também a partir de hoje, a exposição "Retrospectiva- Festa das Fogaceiras". Mais logo, a música também marca o programa das Fogaceiros. Pelas 18 horas, a Academia de Música de Paços de Brandão, em Paços de Brandão, recebe o Concerto da Banda Sinfónica dos Jovens de Santa Maria da Feira. Nos dias 21 e 24, o Teatros de Revista anima o Cine-Teatro António Lamoso, em S.M.Feira, com a peça "Que grande 31!".
A Festa das Fogaceiras marca um voto feito a S. Sebastião, no séc. XVI, quando se deu um surto de peste que dizimou parte da população. Em troca de protecção do santo, o povo prometeu a oferta de um pão doce designado fogaça. A celebração foi suspensa entre 1749 e 1753, até que apareceu de novo um surto de peste. Perante tal acontecimento, ainda hoje a população cumpre à risca o voto e dá vida a uma das mais antigas tradições de Portugal.
Motivo de orgulho, a fogaça é rainha por aquelas bandas e não faltam locais a apresentar o produto, alguns deles já premiados pela qualidade do fabrico. Água, fermento, farinha, ovos, limão, manteiga, canela, açúcar e sal são os ingredientes, mas o segredo está na forma como a massa é trabalhada e na temperatura ideal para a cozedura.
Para comprar ou comer a iguaria, o visitante pode experimentar casas como a Confeitaria Renascer (Avenida Doutor Henrique V) , o Café Castelo (Rua Dr. Roberto Alves 56 ), o Trovador (Rua Descobrimentos 2) , a Pastelaria Alpina (Rua Dr. António Ferreira Soares, loja 4 A) , a Padaria e Pastelaria S. Nicolau ( Rua Doutor Elísio Castro ) , a Trigo de Ouro (Av. Dr. Sá Carneiro 53 ), ou a Petiz (Praça Camões), entre muitas outras espalhadas pela cidade feirense. Em todas abundam apelativos exemplares com vários tamanhos e preços distintos.

Do JN


http://namibianotombua.multiply.com
http://projectoteclar.blogspot.com
http://www.eb1-valrico.rcts.pt/festa-fogaceiras.htm

sábado, 17 de janeiro de 2009

Noticias e Comunicações

Realizou-se a Reunião Geral de Acólitos, na passada 6ª-Feira, dia 16 de Janeiro de 2009, pelas 21H00 com a seguinte Ordem de trabalho:

1 – Apresentação sumária

2 – Tarefas realizadas

3 – Tarefas a realizar

4 – Outros assuntos

Antes da Ordem do Dia o Pároco leu o Conselho do Cardeal Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, sobre os problemas que poderão advir com o casamento de católicos com outros credos, e de um modo muito especial com Muçulmanos. Ele próprio já teve algumas experiências neste campo…

Em seguida falou-se na Festa das Fogaceiras.

Seria bom que a Paróquia de Cristo Rei da Vergada também estivesse representada. É habitual irem meninas de todas as paróquias depois de terem feito a primeira Comunhão até por volta dos 7 aos 12 anos. Também é habitual estarem presentes Acólitos das diversas Paróquias, assim como os Juízes da Cruz. O Reverendo Pe. Eleutério, Pároco de Santa Maria da Feira deverá ter conhecimento prévio de quantas pessoas vão estar presentes..

Seguidamente passou-se ao Ponto 1 - Apresentação sumária

O Sr. Pe. Machado já está apresentado. Há 37 anos que é sacerdote, e desde 22 de Novembro, p.p. que é o Pároco da nossa Comunidade Paroquial de Cristo Rei da Vergada. Quando estava prestes a entrar na reforma e, por conseguinte, a pensar que teria mais tempo, o Sr. Bispo, D. Manuel Clemente, nomeou-o Pároco desta Paróquia de Cristo Rei da Vergada, pelo que assumir esta nomeação e função. Já fez algumas reuniões movimentos e a seguir reunirá com os restantes.

O Jacinto é o Assessor entre o Pároco e alguns Movimentos, incluindo o Grupo de Acólitos.

A seguir mencionaram-se os Acólitos que entraram ao Serviço da Comunidade, depois de se terem preparado para aquelas funções:

Assim, o Grupo mais Veterano, apareceu em 1998.

Em 1999 entraram ao serviço a novos elementos.

Em 2005 entraram para o Grupo de Acólitos os mais recentes.

Ponto 2 – Tarefas realizadas

Antes da existência deste Grupo de Acólitos havia os meninos de coro. Entretanto estes jovens foram crescendo, chamaram outros de meninos de coro deram origem ao Grupo de Acólitos, após a devida preparação.

Este Grupo deve muito à Landa que sempre os acompanhou, ajudou e aconselhou.

Ponto 3 – Tarefas a realizar

Este grupo nunca teve qualquer verba, têm cumprido a sua função e ministério de boa vontade, gratuitamente e carolice.

Assim, e porque deve haver também um Secretariado para o Grupo de Acólitos, há necessidade que haja verba. Assim, os serviços religiosos extraordinários, como casamentos, baptizados, bodas de prata e/ou ouro devem deixar alguma verba para estas coisas necessárias. O serviço de Igreja resolve-se na Igreja. Assim, o Rui Neves ficou de enviar os contactos dos acólitos para a Secretaria da Paróquia para que, futuramente, os serviços religiosos extraordinários deixem algum financiamento para que haja verba na Tesouraria do Secretariado de Acólitos. Assim, o serviço extraordinário dos Acólitos deverá ser comparticipado financeiramente.

Estando tudo a funcionar bem haverá possibilidade de se transmitir a Missa pela TVI ou Media.

Os Acólitos deverão estar presentes nos encontros vicariais e/ou diocesanos.

Deverá haver um intercâmbio com outros grupos de acólitos. Secretariado Nacional de Acólitos, etc.

Data para a Festa em honra de Nosso Senhor das Febres e Nossa Senhora da Livração – deverá ser no dia usual, ou seja, no terceiro Domingo de Julho. Mas será um assunto que deverá ser tratado com a futura Comissão de Festas e a Comissão Executiva da Paróquia de Cristo Rei da Vergada.

A nossa Igreja, porque é muito fria, dever-se-ia pensar em fechar bem todas as entradas de ar e fazer uma antecâmara (tipo guarda-vento), em vidro ou outros materiais adequados.

Ponto 4 – Outros assuntos

Haverá um Tríduo de Animação Missionária Passionista na Paróquia de Cristo Rei da Vergada nos dias 13,14 e 15 de Fevereiro que irão insistir:

Reorganização Paroquial

Angariação de mais e mais catequistas

Regularização das caminhadas catequéticas

Rechear os grupos corais de mais elementos

Organizar um Grupo de Juventude!

Apelo a aumentar e rechear o Grupo de Acólitos

Sensibilizar para o CNE – Escutismo

Finalmente o Pároco terminou dizendo que está connosco e pede a ajuda de Deus.

Terminou com uma Oração.


Carta aos Pais e Educadores Cristãos Católicos da Paróquia de Cristo
Rei da Vergada.


Carta aos Pais e Educadores Cristãos Católicos da Paróquia de Cristo
Rei da Vergada.
É pela primeira vez que me dirijo a todos vós, queridos pais e educadores, que
trazeis os vossos filhos e educandos na Catequese Paroquial nas
Caminhadas de Fé da Infância, Adolescência e Juventude!
Sei que estais preocupados com a educação humana, social, escolar,
religiosa e cristã dos vossos filhos . Dou-vos os meus parabéns por
isso.
Educador não significa entregar aos filhos à Escola, aos Catequistas.
à Igreja e ao Pároco!
Se o fizerdes estais estais a ser redutores e minimalistas com todas
as suas consequências.
Houve a Reunião de Catequistas na passada 4ª Feira dia 7 de Janeiro.
Estiveram presentes 20 Catequistas!
Parabéns aos nossos Catequistas
E aos nossos Catequizandos.
Pais e Encarregados de Educação e Caminhada de Fé Cristã:
Oração e Vida!
20 Catequistas para uma totalidade de 214 catequizandos é pouco!
Seriam necessário o dobro ou seja 40 catequistas
Para a caminhada catequética deveriam frequentar pelos menos 300!
Quer dizer que andam cerca de 86 prófugos,desertores, foragidos…e
fugidos à Caminhada dos 10 anos implementada nível de Diocese do Porto
e Paróquias há mais de 10 anos!
Foi apresentada a lista das Festividades da Caminhada!
Mas por vezes a Caminhada não funciona:
Prepara-se para o Natal
E no Natal não aparecem!
Preparam-se para a Páscoa
e na Páscoa não aparecem
Fazem-se as Festas para professar a Fé
Para Caminhar
e não se caminha, não se pratica e está-se parado!
Torna-se necessário maior empenho dos Pais
e da comunidade!
Maior inserção na Comunidade e exemplo das famílias!
Também se informa que está já em funcionamento a Secretaria Paroquial
na Sala Nova da Igreja Matriz da Paróquia de Cristo Rei da Vergada.
Toda a comunidade deve actualizar as suas conhecenças e contributos
paoiquiais antes de utilizar os serviços que a Igreja – Paróquia lhes
faculta bem como das famílias que querem levar os seus educandos à
Festas e Celebrações das Caminhadas Catequéticas. Devem fazê-lo quanto
antes não deixando para os dois últimos meses anteriores às ditas
Celebrações!
Há que caminhar todos de mãos dadas, na imitação de Jesus pela sua
vida e exemplo!

Paróquia de Cristo Rei da Vergada 18 de Janeiro de 2009

O Pároco

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Resumo da Reunião Conjunta ....

Resumo da Reunião Conjunta da Comissão Executiva da Paróquia de Cristo Rei da Vergada e do Conselho Permanente da Mesma Paróquia.

Reuniu a Comissão Executiva da Paróquia de Cristo Rei da Vergada, Concelho de Santa Maria da Feira, Diocese do Porto bem como o Conselho Permanente da mesma Paroquia, com a seguinte ordem de trabalho:

1 - Ponto da situação da Paróquia

2 – Avaliação das Assessorias

3 – Nomeação da Comissão de Festas

4 – Nomeação do Juiz da Cruz

5 – Obras realizadas e a realizar

6 – Outros assuntos

Antes da ordem do dia o Pároco começou por agradecer e dar as boas-vindas a todos e ao Conselho Permanente.

Seguidamente falou-se na automatização dos sinos e comando à distância via telefone ou telemóvel dos mesmos sinos da Paróquia. Está-se à espera dum orçamento de Serafim Jerónimo, de Braga.

Também vai ser instalada na Secretaria Paroquial a Cabovisão com os três serviços: internet, telefone e televisão. O contrato está assinado e ficará ligado já na próxima sexta-feira, dia 16 de Janeiro.

Também vai ser feito um upgrade ao computador da Paróquia.

De seguida passou-se à ordem do dia.

Ponto 1- Ponto da situação.

O Padre António Teixeira Machado entrou ao serviço desta Comunidade de Cristo Rei da Vergada no dia 22 de Novembro de 2008. Depois de ter estudado o ritmo dos vários movimentos da Paróquia, preocupou-se com reunir os vários grupos. É ambicioso e quer que a Paróquia funcione bem.

É preciso aprender a gostar de trabalhar. Não se sabe se será muito litúrgico a colocação de imagística da Igreja Matriz! A imagem de Nossa Senhora da Livração, da Nossa Senhora de Fátima (mês de Maio) ou pelo sagrado Coração de Jesus (mês de Junho), ou pela imagem de Santa Luzia no seu dia no local onde estava um antigo ambão.. que se confunde com a logística e situação Grupo Coral!...E que deve ser estudado pela Equipa de Liturgia em combinação com o Assessor e a Diocese.

Referiu-se que o novo visual do site está muito bem.

Todavia a cor do fundo deveria mudar consoante as cores litúrgicas da várias épocas do ano e tempo litúrgico. Por exemplo no tempo presente deve ser verde, na Quaresma Roxo, etc.

Falou-se igualmente que se deveria providenciar no alcatroamento do parque de estacionamento. Todavia o Pároco não interferirá com as autarquias e Câmara com esta valorização e enriquecimento estacionamento fronteiro à Igreja!

Compete à Junta de Freguesia de Argoncilhe e Arquitecto da Câmara para a marcação dos estacionamentos.

Ponto 2 – Avaliação das Assessorias

Têm sido as assessorias levadas a bom desempenho. O Pároco louvou e fez avaliação positiva. Leram-se algumas das decisões e informações da Vigararia e Arciprestado de Santa Mara da Feira. Não as vou enumerar dado que estão disponíveis no site e no blog. Apenas saliento a próxima reunião de Vigararia extraordinária a 12 de Fevereiro na nossa Paróquia.

Seguidamente passou-se ao ponto 3: Nomeação da Comissão de Festas.

Todos os presentes foram unânimes em que seja nomeada uma Comissão de Festas em honra de Nosso Senhor das Febres e Nossa Senhora da Livração. O Pároco comprometeu-se a colaborar e a fazer-se uma festa bonita se aparecesse uma Comissão até ao dia de S. Paulo 25 de Janeiro.

Ponto 4 – Nomeação do Juiz da Cruz

Foi nomeado Juiz da Cruz o Sr. Fernando Gastão. Irá tomar posse na Festa das Fogaceiras. O Juiz da Cruz na nossa Comunidade está presente nos funerais, nas procissões e em representações da Paróquia de Cristo Rei da Vergada

As funções de um Juiz da Cruz variam de terra para terra e são diversificadas. Nesta Paróquia de Cristo Rei da Vergada seguem-se os usos e costumes alterando-se o que for necessário alterar

Ponto 5 – Obras realizadas e a realizar

No respeitante ao Conselho de Pastoral da Paróquia de Cristo Rei da Vergada pensa-se que deixou de reunir desde 1993. Irá fazer-se um plano de intenções e planificações. Vamos ver se se consegue fazer uma Convocatória do mesmo em Fevereiro.

Ponto 6 – Outros assuntos

Houve uma desconexão na programação da vinda dos Missionários Passionistas à nossa Paróquia. Assim, está suspensa aquela vinda até nova comunicação.

Será colocada uma máquina de bebidas na Sala Nova.

Foi lida e rectificada a leitura da acta da última reunião da Comissão Executiva da Paróqua de Cristo Rei da Vergada do mês de Dezembro..

E para finalizar estudaram-se as retribuições salariais a conceder ao Pároco e à Funcionária da Secretaria Paroquial e Limpeza.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Fogaceiras 2009





Algumas decisões

e informações da Vigararia

e Arciprestado de Santa Mara da Feira

Informa-se que a próxima reunião de Vigararia será extraordinariamente a 12 de Fevereiro na paróquia de Cristo Rei da Vergada.

Será numa sala da Igreja Paroquial.

Ainda antes da “ordem do dia” foi referido a pedido do Senhor Bispo para informarmos sempre que tivermos conhecimento que haja sacerdotes doentes ou carenciados.

O Pe Eleutério apresentou o convite aos colegas para participarmos na Festa de São Sebastião, dia 20 de Janeiro.

Pelos presentes na reunião tomou extensivo a todo o convite.

Do programa consta Eucaristia as 11h Alva.

Almoço-convívio

e procissão pelas 15.00 h.

Será um acto de comunhão fraterna e companheirismo

Participarmos todos pelo menos na Eucaristia.

Foram apresentados os seguintes pontos:

+Necessidade de pagamento da assinatura anual da Revista “Mensagem”. Lembrar aos catequistas.

+Dia Nacional do Ano Paulinho a 25 de Janeiro em Fátima.

Mobilizar as paróquias para este evento.

+Jomal “Voz Portucalense” pede divulgação; novos assinantes e sugestões para melhorar temas e grafismo.

Devem enviar para a redacção do Jornal.

Agradecem a nossa possível colaboração.

Ficou também responsável em nome da Vigararia o Pe Machado de corresponder e informar sobre assuntos de interesse e sobre acções promovidas.

+Pastóral Familiar: Foram autorizados a participar na próxima reunião desta Vigararia representantes do Secretariado diocesano.

+Cadeia de Oração “ROGAI”: Apela-se ao cuidado em promover a hora mensal pedida a cada Paróquia.

+Foi aprovado um Voto de Pesar:

Falecimento do Pai do Pe Domingos (de Lobão).

Também se falou do Estatuto Sócio-Económico do clero e da preocupação pela Assistência Espiritual no Hospital São Sebastião, com a premência da resolução necessária para prestar o auxílio esperado pelos doentes.

Pelos assuntos da Vigararia Geral, foi entregue a todos uma folha com tópicos sobre assuntos de organização e Cartório paroquial.

Destaco a necessidade de Actualizar (ou criar) Conselhos Paroquiais de Pastoral;

Actualizar Fábricas da Igreja;

Prestar contas à diocese, seja das paróquias, seja de Estipêndios de missa, seja ainda de ofertórios preceituados ou outras obrigações paroquiais;

Processos de Obras e sua legalidade; Registo de propriedades paroquiais e salvaguarda de Bens das comunidades, para que não haja furtos consentidos ou por desleixo nosso.

Verificação da Identidade dos Sacerdotes que colaboram na Pastoral Paroquial; acompanhamento dos Padres e ajuda fraterna.

Peço ainda para apresentarem

os livros de Registo Paroquial logo que possível,

bem como os Mapas de Baptismo,

os CD’s (para quem tem programa informático)

e outros documentos a entregar.

Podem fazer a entrega em São Miguel de Souto (o Cartório funciona todos os dias úteis das 8.30h às 12.30h) ou em Fiães,

entregando ao Senhor Pe Campos, Vigário Adjunto.

sábado, 10 de janeiro de 2009

Informações urgentes




Reflexão
ANO B
2º DOMINGO DO TEMPO COMUM
18 de Janeiro de 2009


Tema do 2º Domingo do Tempo Comum

A liturgia do 2º Domingo do Tempo Comum propõe-nos uma reflexão sobre a disponibilidade para acolher os desafios de Deus e para seguir Jesus.
A primeira leitura apresenta-nos a história do chamamento de Samuel. O autor desta reflexão deixa claro que o chamamento é sempre uma iniciativa de Deus, o qual vem ao encontro do homem e chama-o pelo nome. Ao homem é pedido que se coloque numa atitude de total disponibilidade para escutar a voz e os desafios de Deus.
O Evangelho descreve o encontro de Jesus com os seus primeiros discípulos. Quem é “discípulo” de Jesus? Quem pode integrar a comunidade de Jesus? Na perspectiva de João, o discípulo é aquele que é capaz de reconhecer no Cristo que passa o Messias libertador, que está disponível para seguir Jesus no caminho do amor e da entrega, que aceita o convite de Jesus para entrar na sua casa e para viver em comunhão com Ele, que é capaz de testemunhar Jesus e de anunciá - l’O aos outros irmãos.
Na segunda leitura, Paulo convida os cristãos de Corinto a viverem de forma coerente com o chamamento que Deus lhes fez. No crente que vive em comunhão com Cristo deve manifestar-se sempre a vida nova de Deus. Aplicado ao domínio da vivência da sexualidade – um dos campos onde as falhas dos cristãos de Corinto eram mais notórias – isto significa que certas atitudes e hábitos desordenados devem ser totalmente banidos da vida do cristão.


LEITURA I – 1 Sam 3,3b-10.19

Leitura do Primeiro Livro de Samuel

Naqueles dias,
Samuel dormia no templo do Senhor,
onde se encontrava a arca de Deus.
O Senhor chamou Samuel
e ele respondeu: «Aqui estou».
E, correndo para junto de Heli, disse:
«Aqui estou, porque me chamaste».
Mas Heli respondeu:
«Eu não te chamei; torna a deitar-te».
E ele foi deitar-se.
O Senhor voltou a chamar Samuel.
Samuel levantou-se, foi ter com Heli e disse:
«Aqui estou, porque me chamaste».
Heli respondeu:
«Não te chamei, meu filho; torna a deitar-te».
Samuel ainda não conhecia o Senhor,
porque, até então,
nunca se lhe tinha manifestado a palavra do Senhor.
O Senhor chamou Samuel pela terceira vez.
Ele levantou-se, foi ter com Heli e disse:
«Aqui estou, porque me chamaste».
Então Heli compreendeu que era o Senhor
que chamava pelo jovem.
Disse Heli a Samuel:
«Vai deitar-te; e se te chamarem outra vez, responde:
‘Falai, Senhor, que o vosso servo escuta’».
Samuel voltou para o seu lugar e deitou-se.
O Senhor veio, aproximou-Se e chamou como das outras vezes:
«Samuel! Samuel!»
E Samuel respondeu:
«Falai, Senhor, que o vosso servo escuta».
Samuel foi crescendo;
o Senhor estava com ele
e nenhuma das suas palavras deixou de cumprir-se.


SALMO RESPONSORIAL – Salmo 39 (40)

Refrão: Eu venho, Senhor, para fazer a vossa vontade.

Esperei no Senhor com toda a confiança
e Ele atendeu-me.
Pôs em meus lábios um cântico novo,
um hino de louvor ao nosso Deus.

Não Vos agradaram sacrifícios nem oblações,
mas abristes-me os ouvidos;
não pedistes holocaustos nem expiações,
então clamei: «Aqui estou».

«De mim está escrito no livro da Lei
que faça a vossa vontade.
Assim o quero, ó meu Deus,
a vossa lei está no meu coração».

«Proclamei a justiça na grande assembleia,
não fechei os meus lábios, Senhor, bem o sabeis.
Não escondi a justiça no fundo do coração,
proclamei a vossa bondade e fidelidade».


LEITURA II – 1 Cor 6,13c-15a.17-20

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios

Irmãos:
O corpo não é para a imoralidade, mas para o Senhor,
e o Senhor é para o corpo.
Deus, que ressuscitou o Senhor,
também nos ressuscitará a nós pelo seu poder.
Não sabeis que os vossos corpos são membros de Cristo?
Aquele que se une ao Senhor
constitui com Ele um só Espírito.
Fugi da imoralidade.
Qualquer outro pecado que o homem cometa
é exterior ao seu corpo;
mas o que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo.
Não sabeis que o vosso corpo é templo do Espírito Santo,
que habita em vós e vos foi dado por Deus?
Não pertenceis a vós mesmos,
porque fostes resgatados por grande preço:
glorificai a Deus no vosso corpo.


ALELUIA – cf. Jo 1,41.17b

Aleluia. Aleluia.

Encontramos o Messias, que é Jesus Cristo.
Por Ele nos veio a graça e a verdade.


EVANGELHO – Jo 1,35-42

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Naquele tempo,
estava João Baptista com dois dos seus discípulos
e, vendo Jesus que passava, disse:
«Eis o Cordeiro de Deus».
Os dois discípulos ouviram-no dizer aquelas palavras
e seguiram Jesus.
Entretanto, Jesus voltou-Se;
e, ao ver que O seguiam, disse-lhes:
«Que procurais?»
Eles responderam:
«Rabi – que quer dizer ‘Mestre’ – onde moras?»
Disse-lhes Jesus: «Vinde ver».
Eles foram ver onde morava
e ficaram com Ele nesse dia.
Era por volta das quatro horas da tarde.
André, irmão de Simão Pedro,
foi um dos que ouviram João e seguiram Jesus.
Foi procurar primeiro seu irmão Simão e disse-lhe:
«Encontrámos o Messias» - que quer dizer ‘Cristo’ –;
e levou-o a Jesus.
Fitando os olhos nele, Jesus disse-lhe:
«Tu és Simão, filho de João.
Chamar-te-ás Cefas» – que quer dizer ‘Pedro’.






Informação 1

Resumo da Reunião Geral de Catequistas

Houve a Reunião de Catequistas na passada 4º Feira dia 7 de Janeiro.
Estiveram presentes 20 Catequistas!
Parabéns aos nossos Catequistas
E aos nossos Catequizandos.
Pais e Encarregados de Educação
e Caminhada de Fé Cristã:
Oração e Vida!

20 Catequistas para uma totalidade de 214 catequizandos é pouco!
Seriam necessário o dobro ou seja 40 catequistas

Para a caminhada catequética deveriam frequentar pelos menos 300!
Quer dizer que andam cerca de 86 prófugos,
Desertores, foragidos…
e fugidos à Caminhada dos 10 anos implementada nível de Diocese do Porto
e Paróquias há mais de 10 anos!
Foi apresentada a lista das Festividades da Caminhada!

Mas por vezes a Caminhada não funciona:
Prepara-se para o Natal
E no Natal não aparecem!
Preparam-se para a Páscoa
e na Páscoa não aparecem
Fazem-se as Festas para professar a Fé
Para Caminha
e não se pratica e está-se parado!
Torna-se necessário maior empenho dos Pais
e da comunidade!
Maior inserção na Comunidade e exemplo das famílias!
Assim não dá



Informação 2

Está já em funcionamento a Secretaria Paroquial na Sala Nova
E toda a comunidade deve actualizar as suas conhecenças
E contributos antes de utilizar os serviços que a Igreja – Paróquia lhes faculta!

Há que caminhar todos de mãos dadas
Na imitação de Jesus pela sua vida e exemplo!


Informação 3

Convocatórias:

Convocatória 1

Na quarta –feira 14 de Janeiro às 21.00 horas Reunião da Comissão Executiva da Paróquia e Conselho Permanente.
Ordem de trabalho:
1 - Ponto da situação.
2 – Avaliação das Assessorias
3 – Nomeação da Comissão de Festas
4 – Nomeação do Juiz da Cruz
5 – Obras realizadas e a realizar
6 – Outros assuntos




Convocatória 2
Na sexta - feira 16 de Janeiro pelas 21.00 horas Reunião Geral de Acólitos
Ordem de trabalho:
1 – Apresentação sumária
2 – Tarefas realizadas
3 – Tarefas a realizar
4 – Outros assuntos


Informação 4



Tríduo de animação missionária
passionista na Paróquia
de Cristo Rei da Vergada.

dias 6,7 e 8 de Fevereiro
Dia 6 de Fevereiro – Missa às 18.00 horas
Dia 7 de Fevereiro – Missa às 17.00 horas
Dia 8 de Fevereiro – Missa às 9.00 horas

Reuniões a qualquer hora
e boa sorte
e Fé em Deus.
Insistir:
Reorganização Paroquial
Angariação de mais e mais catequistas
Regularização das caminhadas catequéticas
Rechear os grupos corais de mais elementos

Organizar um Grupo de Juventude!

Apelo a aumentar e rechear o Grupo de Acólitos

Sensibilizar para o CNE – Escutismo

Contactos: Catequese – Ermelinda Ferreira – 965 514 360
ermferr@portugal mail.pt

http://www.paroquiadavergada.com/

http://caldas-sao-jorge.blogspot.com/

http://cristo-rei-vergada.blogspot.com/

http://esquisitos-suspeitos.blogspot.com/

O Pároco P. António Machado